Hospital Regional do Alto Vale do Itajaí

Institucional
texto:

Um coração que pulsa há 19 anos
 
Ele funciona 24 horas por dia. Quando menos espera ele também pode sofrer alterações no ritmo. Pois é, muitos podem pensar que as próximas linhas farão algumas referências ao coração humano. Mas, nestas duas páginas, o leitor deste informativo vai entender a importância de uma instituição que é considerada uma das mais importantes do Estado de Santa Catarina. Para os mais emotivos, uma empresa que se entrega de corpo e alma para servir ao próximo. Ou para aqueles mais racionais, um aglomerado de sete andares que se tornou o maior prestador de serviços na área da saúde na região do Alto Vale do Itajaí.
 
Além destes importantes atributos, não deixe de observar também algumas fotos que revelam o início das atividades e da construção do Hospital Regional Alto Vale. Embarque nessa viagem. Dia 15 de setembro, não deixe de festejar os 19 anos de atividades do HRAV.
 
Idealizado por pessoas interessadas em oferecer atendimento qualificado e eficiente à população, o HRAV levou cerca de 15 anos para ser finalizado. A obra teve início em 1979 quando o prefeito de Rio do Sul era Luiz Adelar Soldatelli e o vice-prefeito, Lêdio Alcântara eram coordenados pelo engenheiro Paulo Claudino dos Santos.
 
No ano seguinte foram executadas as fundações e adquiridos materiais de construção, devido a um repasse de verbas do então governador, Jorge Konder Bornhausem. Em 81 também foi firmado um convênio com o Estado, no valor de cinqüenta mil cruzeiros (valores da época), que foram liberados em cinco parcelas de dez mil.
 
No ano seguinte, depois de muita luta e empenho, concluíram toda a estrutura e iniciaram as instalações hidráulica e elétrica devido a mais uma liberação por parte do governo estadual. Desta vez o montante de 100 milhões de cruzeiros (valores da época) contribuiu para o avanço das obras.
 
Mas, quando tudo parecia estar navegando em águas calmas, houve uma paralisação de sete anos da construção. O motivo foi a mudança na política. Somente em 1989, empresários e demais representantes da comunidade tiveram a iniciativa de formar um Conselho Deliberativo, com o intuito de angariar recursos.
 
Para o término da construção era necessária a parceria com a comunidade, mas, para isso se firmar uma exigência foi feita à comissão responsável: a desvinculação da sua administração do poder municipal. Ato consumado pelo então prefeito, Nodgi Enéas Pellizzetti. Assim se formou o Conselho Deliberativo e suas comissões: Milton Hobus (presidente), Nelson Regueira (comissão de arrecadação), Arno Nardelli (comissão de administração) e Nikolaus Troupos (comissão de divulgação).
 
A Lei Nº. 2284 de 27 de abril de 1990 e sancionada pelo então prefeito municipal criou a Comissão Especial Pró-construção. A partir daí teve início uma verdadeira maratona na busca de apoio da população e de empresas para angariar verbas e dar continuidade à obra. Shows, rifas e pedágios foram organizados em várias cidades da região. Materiais de construção, alimentos e até mesmo dinheiro foram doados continuamente. Uma das mais expressivas doações partiu de uma empresa siderúrgica do Rio Grande do Sul, que contribuiu com cerca de 10 toneladas de ferro.
 
Além disso, um importante convênio foi firmado com a posse do governador, Vilson Pedro Kleinübing: com um repasse de cinqüenta mil cruzeiros em cinco parcelas. Assim, foi possível a concretagem das duas últimas lajes dos pavimentos superiores: levantamento das paredes e colocação das aberturas de alumínio. No mês de setembro de 1993 foi lavrada a escritura pública da doação, instituída fundação e formulado o estatuto que rege a Fundação de Saúde do Alto Vale do Itajaí (Fusavi).
 
A Comissão enfrentou mais uma tarefa na aquisição da aparelhagem, instrumentação, mobílias e acessórios para equipar todos os setores, sendo possível com mais uma parceria com o Governo do Estado que comprou o equipamento hospitalar. A inauguração tão aguardada se deu em 16 de março de 1994, com a presença de autoridades municipais, estaduais e federais e expressivo número de populares que tiveram a oportunidade de conhecer a estrutura do Hospital.
 
Enfim, em 15 de setembro do mesmo ano, o Hospital Regional Alto Vale iniciou suas atividades. Alguns setores foram implantados com o passar do tempo e disponibilidade de verbas. O Laboratório de Análises Clínicas foi inaugurado somente em 96, após a reforma do antigo Hospital Cruzeiro. Em 98, o Núcleo Hemoterápico iniciou suas atividades assim como o sétimo andar, dotado de apartamentos e suítes para pacientes particulares e conveniados. Neste mesmo ano foi implantado o serviço de endoscopia.
 
Hoje, próximo de atingir duas décadas, o HRAV atende o Alto Vale do Itajaí em várias especialidades e a região serrana no setor da cardiologia. É referência também em média e alta complexidade desde clínica médica, geral, até cirurgia cardiovascular, incluindo serviços de emergência, UTI Geral, cardiologia, neonatal e pediátrica.
 
O HRAV é uma instituição privada, filantrópica mantido pela Fusavi - instituída em setembro de 93, que administra os recursos federais, estaduais e de convênios. Ela é a mantenedora do hospital e pessoa jurídica de direito privado e sem fins lucrativos. Giovani Nascimento, empresário, preside a fundação..

Parceiros

todos os direitos reservados - HRAV - Hospital Regional Alto Vale - 2012Desenvolvimento: WLive! Soluções web.